“O sopro ordenado do Cosmo”

propaganda2

Destino ou Livre Arbítrio?!

Afinal, temos algum controle sobre a nossa vida?!

Os fatos já estão programados a acontecer?!

Será que sou mesmo um joguete na mão dos deuses?!

 

Imagina que eu te dou um mapa. Dentro desse mapa existe uma rota. Você tem a liberdade de segui-lo ou não. Pode fazer o caminho que achar melhor.

Mas o piloto é você. É você quem dirige o seu veículo. O mapa lhe mostra o caminho, mas és tu que irá percorrê-lo. Durante essa viagem, existem muitas possibilidades…

Ele não te diz como vai ser. Ele não te apresenta as paisagens, você que terá que ir desbravar por si só.

O ideal é que você conheça ao máximo o seu veículo. Para em caso de problemas, saiba como concertá-lo. É importante que entenda como ele funciona. Quais são seus prós e contras. Sua engenharia mecânica, suas qualidade e deficiências. Quanto mais conhecer a máquina que dirige, melhor desempenho conseguirá dela. Terá mais consciência do melhor caminho a seguir.

Por exemplo, se seu veículo é 1.0, mais econômico, talvez uma viagem mais simples lhe será mais adequada. Porém se você tiver um poderoso 4×4, poderá fazer trilhas mais perigosas, enfrentar caminhos mais tortuosos.

O importante é dominar a máquina, e ser realista com ela. Para evitar ficar dependente de mecânicos curiosos.

Esse veículo precisa de cuidados e reparos constantes. É necessário estar sempre se atualizando na arte de dirigir. É na batida que você irá aprender a ter mais atenção. Será nas grandes tempestades que finalmente perderá o medo da chuva. Vai ser pavoroso na hora que tiver que trocar o pneu. Pode ser que encontre alguém no caminho que te ajude. Agradeça!

Ao definir uma trilha, você será avisado das condições do tempo. Tem vezes que a vontade de viajar é tão grande, que mesmo o clima não estando tão bom, ignora-se os avisos dos mais cautelosos, e mesmo assim embarca-se na aventura. As consequências podem ser diversas.

Tudo pode acontecer. Tudo depende do motorista. De como ele interpretará a sua viagem. Se valeu a pena ou não, vai do entendimento de cada um mediante a sua própria trajetória de vida. Existem pilotos agressivos, motoristas prudentes, ambos estarão a mercê das consequências de suas manobras.

Lembre-se: O motorista é extremamente influenciado pelo meio, pela família, pela mídia!!!

Será que ele escolheu a rota? Ou decidiram por ele?!

Quanto mais o motorista descobre quem ele é de fato, quanto mais ele entende o funcionamento do seu veículo, quanto mais ele desbrava o mapa, melhor será o seu explorar pelo território mais flexibilidade ele terá para enfrentar os diferentes caminhos. Porém a cada curva lhe reservará uma nova surpresa.

Não existe certo ou errado, isso ou aquilo, existe percepção da experiência em si: consciência.

Estás aqui para isso.

Quem é o motorista?

Como se aprende a dirigir?

Conhece as regras do trânsito?

Ao se assustar, você larga o volante e deixa outra pessoa comandar o seu veículo?

Já tens o mapa?

Sabe para onde queres ir?

Já fez aquela vistoria na máquina?

E se você encontrar um atalho? Arrisca?

Ou desistiu de dirigir e agora prefere ser carona?

Agricultura Celeste não oferece as respostas. Busca apenas fazer as perguntas certas.

: :

Comentários

Coentários