Solstício de Inverno

inverno

“Quem olha pra fora sonha, quem olha pra dentro desperta”

Hoje, às 18:34, o Sol ingressa no Signo de Câncer e a Lua em Capricórnio e damos início ao Solstício de Inverno, que para os antigos, era considerado um dia mágico. Por ser uma época em que a noite tem maior durabilidade que o dia, associando assim à carta do Tarot: a Morte!

Os grandes monumentos arquitetônicos na antiguidade estavam alinhados com o movimento do Sol, marcando então os Solstícios e Equinócios.

Na antiguidade, assim como nas Sociedades Secretas, o período do inverno é conhecido como a época da “Iniciação”, é quando o buscador se recolhe em suas sombras, para depois, renascer para a jornada da Luz.

O inverno então representa um significado simbólico: a vida precisa morrer para renascer.

Ao olharmos para o céu e buscarmos nos aprofundarmos em sua linguagem, podemos dizer que o Sol, o Pai, se fecha em seu mundo interior (Câncer), para trabalhar as emoções da Mãe Lua, para recomeçar a luta pelos seus objetivos no mundo exterior (Capricórnio).

No inverno, só os mais fortes sobrevivem. Essa é a luta real pela vida num universo predatório.

É hora de nos recolher. Ir buscar no mais profundo interior, fortalecer as raízes, cultivar os ramos que prosperaram, podar os galhos que não vingaram, e pazcientemente esperar pela colheita na Primavera.

O mundo das emoções ganha destaque. Do ventre nasce uma nova possibilidade. É importante encontrar um equilíbrio entre as necessidades do mundo íntimo e as obrigações do mundo material e Professional.

Para ser, não basta aparentar e aparecer, ainda será preciso morrer, diversas vezes, para renascer, cada vez perto da sua verdadeira essência. Sem experiência, ficará apenas na aparência, e não encontrará forças o suficiente para superar a sua carência.

Nesse inverno simbólico, nesse dia de Solstício, faça uma pequena recapitulação em sua vida: o que é preciso morrer, para eu poder continuar a crescer?!

: :

Comentários

Coentários