27-07-2015 – “Sua meta é a seta no alvo”

27-07-2015

 

Hoje a noite no céu temos a Lua em Sagitário fazendo trígono com Urano e com Mercúrio. Faz quadratura com Quíron.

“Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.”

Segunda feira, dia da Lua, o céu nublado, e a mente lá longe, lá no futuro, na meta. No ideal, no abstrato do sonho.

Como fazer para chegar lá?!

Como buscar aquilo que almeja?

A distância entre o sonho e a realidade é a vontade. Mas para expressá-la precisa descobrir o que te inibe. O que faz você deixar de ser simplesmente você? O que trava sua espontaneidade?

As regras sociais? O medo da fofoca? O medo da crítica? Vergonha da sua aparência? E se não tiver nenhuma curtida?!

Vive-se na ditadura da felicidade. Logo se vive na aparência. Na superfície.

Para encontrar a busca, é necessário um mergulho. No desconhecido. Naquilo que não faz sentido.

O absurdo assusta, e ainda mais quando se esbarra dentro do próprio ego. O ser humano é um bicho condicionado. Pela herança genética, pelas suas experiências na infância, pelo ambiente cultural em que vive, pela influência dos astros.

Ao julgar, alguém, uma ideia, um projeto, a mente se confunde com seus modelos já pré-estabelecidos no inconsciente. Você cria uma identidade criada através desse padrões condicionados pela família e sociedade. Essa falsa identidade se transforma numa prisão. A maioria das vezes essa ideia cristalizada se forma através do medo. Fundamentada muitas vezes na comparação. Ninguém quer assumir os riscos da inevitável frustração. De ser inferior…

Ao observar-se veja até aonde sua mente julga e analisa seus ideais, seus planos e projetos. Você quer prazer? Vantagem material? Reconhecimento? Fortalecimento da própria identidade?

Reconheça as causas, para compreender as consequências de suas vontades.

Seus pensamentos, palavras, e desejos vão aos poucos moldando a sua realidade.

Descubra a meta. E viva a busca.

: :

Comentários

Coentários